skip to Main Content
Já é cliente? Acesse aqui: Login

O que é buybox e como conquistar a sua no marketplace

Você que vende em marketplaces com certeza já ouviu falar dela, mas o que é buybox? Será que vale a pena ter essa estratégia para destacar seus produtos? Uma coisa é certa: a buybox é, muitas vezes, a cartada final na hora do consumidor escolher um produto que vários outros lojistas oferecem no mesmo marketplace.

São raros os lojistas que trabalham com um produto tão nichado que não possui “clones” no marketplace brigando pelo clique do consumidor. Na maioria dos casos, o oceano é vermelho: diante da ampla concorrência, vence quem oferecer as melhores condições e passe mais confiança pelos detalhes do anúncio. Nessa briga, uma posição de destaque pode mudar totalmente o final.

Hoje, vamos esclarecer várias dúvidas sobre como a buybox funciona, e claro, deixar dicas para que você conquiste esse espaço privilegiado!

Se no seu mix de produtos existe algum item que vários outros lojistas anunciam, e você vive lutando para que o seu anúncio não seja idêntico e ganhe destaque, leia até o final. A buybox é a estratégia para você!

O que é buybox?

A buybox é o espaço onde aparece a principal oferta de um produto, ou seja, o maior destaque nos marketplaces. Ela gera mais conversões e maior visibilidade para os lojistas que se destacam dentre a concorrência. Também chamada de buy box, seller box ou caixa de compra, ela não é um espaço pago a ser conquistado por quem tem mais dinheiro para investir. A buybox pertence a quem se destaca por ter a melhor reputação, prazo de entrega, preço, estoque e outros fatores que impactam na experiência do consumidor.

Quer ver na prática? Veja essa oferta de um smartphone. Ela é uma buybox!

Exemplo com a buybox da Americanas.com
Exemplo com a buybox da Americanas.com

No canto direito, abaixo dos botões para comprar, você vê a mensagem dizendo o nome da loja parceira que vende o produto. Essa loja parceira está em posição de destaque em comparação com outros 16 concorrentes, que para serem vistos, precisam que o consumidor clique nessa pequena chamada na lateral (destacamos com uma setinha vermelha):

Lateral direita indicando outros anúncios de vendedores disfarçadamente
Lateral direita indicando outros anúncios de vendedores disfarçadamente

Vê? De 16 ofertas, este seller conquistou a buybox e é como se fosse o único anunciante na visão do consumidor. O layout em outros marketplaces pode ter leves diferenças, mas o impacto é o mesmo. A seguir, vamos nos aprofundar um pouco mais na utilidade da buybox e dicas para conquista-la.

Para o que serve a buybox?

Para você que é seller, a utilidade pode já estar beeem clara. Mas a buybox também é muito útil para o consumidor! Afinal, quem dispensa uma ajudinha na hora de pesquisar a melhor opção para comprar?

Com a buybox, o marketplace evita uma poluição visual de vários anúncios de um mesmo produto. Essa apresentação unificada entrega mais visibilidade para a melhor oferta do momento, com base nos critérios que vamos detalhar mais adiante.

Como funciona a buybox

Até aqui, você já viu que a buybox não é uma questão de quem paga mais para estar lá. É questão de mérito! E quem decide isso? Os marketplaces.

Mas… quais são os critérios?

Vamos lá: nem sempre se trata do menor preço, é mais como um conjunto de fatores. São levados em conta critérios como:

  • Preço
  • Frete
  • Prazo de entrega
  • Condições de pagamento
  • Estoque
  • Avaliação (reputação)

Bastante coisa, né? Vamos falar então das dicas para melhorar esses fatores e ter chance de ter seu anúncio na buy box!

Ilustração de anúncio em marketplaces

Dicas para conquistar a buybox nos marketplaces

Uma operação rodando bem é a chave. A buy box vem como reconhecimento! Veja dicas para chegar lá.

1 – Preço competitivo

Como visto, esse não é o único critério para a buy box, mas é de imensa importância, já que o consumidor online já busca justamente isso: um preço menor do que nas lojas físicas.

Acompanhe os preços da concorrência, mas atenção: não cometa o erro de copiar preços. Você sabia que 89% dos negócios no varejo precificam errado?

Para precificar corretamente e poder oferecer um valor competitivo, tenha atenção com a tributação, custos da mercadoria (inclui preço do fornecedor, frete da compra, embalagem…), custos da venda (taxas e comissões). Só assim você saberá encontrar a margem de lucro correta.

2 – Frete atrativo

Ah, o frete… sempre ele. Um preço incrível não converte compra se o frete estiver salgado. Isso sem falar do prazo. O consumidor mal termina a compra e já quer rastrear o produto! E o atraso nas entregas é uma das maiores fontes de reclamação.

A melhor saída é ter proximidade do seu parceiro logístico e negociar para oferecer o melhor preço para o seu cliente. E quanto ao prazo, quando não for possível deixa-lo enxuto, fica aí a dica: estime com sinceridade. É melhor colocar um prazo longo do que causar quebra de expectativa e confiança no seu cliente.

3 – Estoque sem furos

Vender sem estoque é outro ponto que pode minar sua reputação nos marketplaces. Para fazer uma boa gestão de estoque, procure ferramentas que te ajudem: já existem softwares pagos e gratuitos para organizar melhor seu negócio. Caso seja mais tradicional, a planilha de controle pode te ajudar bem.

Tenha um bom inventário das suas mercadorias e atualize constantemente seu estoque virtual. Cuide sempre para não acabar vendendo com o estoque esgotado!

4 – Atendimento ágil e humanizado

Todas as dicas acima ajudam a criar e manter uma boa reputação, mas faltava a principal: o atendimento.

Existem muitas empresas que são consolidadas no mercado, mas perdem a fidelidade do consumidor por um atendimento que deixou a desejar.

O inverso também acontece: mesmo que sua marca não esteja em evidência ao vender em marketplaces, a sua chance de cativar o consumidor para buscar conhecer mais sobre seu e-commerce é oferecer um atendimento realmente atencioso e personalizado, focado em resolver os problemas.

Sabemos que nem sempre existe tempo ou equipe suficiente para responder todas as demandas do SAC, mas para isso fica a dica: investir em plataformas de SAC que integram contas vai centralizar as mensagens de todos os seus canais de venda, tornando muito mais prático responder todo mundo com a atenção merecida.

Quer apostar em um atendimento humanizado e eficaz? Entre em contato com a nossa equipe e automatize o SAC da sua empresa!

Clique para conhecer o hub de SAC para quem vende em marketplace.

Camila Guedes

Camila Guedes é redatora publicitária no DB1 Group, grupo de tecnologia responsável por softwares líderes para e-commerce como Predize, Koncili e ANYMARKET.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Buscar
Abrir o chat
Precisa de ajuda?