12 dicas de como vender mais no Mercado Livre!

25 de abril de 2022 por victor matheus 🗨 Sem comentários

Para que as estratégias da sua loja virtual sejam assertivas, é preciso planejar com atenção cada etapa das ações. Fazer determinado esforço sem alinhamento certamente não trará resultados em um mundo cada vez mais competitivo. Justamente por isso, entender como vender no Mercado Livre é a fórmula para sellers do marketplace aumentarem as conversões. 

Como canal de vendas online, o Mercado Livre possui sua própria política de boas práticas, que farão lojistas terem sucesso, visibilidade e, automaticamente, conversões dentro do marketplace. Portanto, não se trata de uma ação pontual. Aumentar o número de compras na sua loja exige diversas tarefas, que encaminharão seu negócio para ótimos resultados. 

Nesse texto, você confere 12 dicas para vender no Mercado Livre, que vão desde a composição do estoque até as estratégias de marketing e de atendimento. Daremos uma visão ampla do que deve ser feito, para que você organize cada vez mais sua operação. Boa leitura! 

1. Escolha produtos com bastante procura 

O primeiro passo para ter bons resultados é anterior à inserção dos itens no marketplace. É preciso compor um estoque estratégico, com produtos que os usuários estão desejando e que te dão um ticket médio relevante. 

Máquina empilhando produtos no estoque repleto de produtos nas estantes.
Os produtos presentes no estoque impactam diretamente nas vendas, pois são eles quem irão chamar a atenção do consumidor.

Analisar pesquisas de mercado, ficar ligado às novidades do seu setor, levantar dados sobre seu público-alvo e identificar tendências, com uma equipe de inteligência de mercado preparada, é a melhor forma de vender mais no Mercado Livre. 

2. Tenha um estoque alinhado ao seu público-alvo 

Com as pesquisas realizadas, é o momento de compor o estoque. Tenha bons fornecedores, tanto brasileiros quanto estrangeiros. Para alguns segmentos de mercado, o cross-border pode ser uma excelente prática. 

Independentemente do seu público-alvo, pessoas compram aquilo que sentem necessidade. Portanto, seus produtos precisam ter procura e agregar valor ao usuário. Um estoque bem composto é, certamente, a melhor forma de converter pessoas. 

3. Faça campanhas de anúncios no Mercado Livre Publicidade 

A seção de Publicidade é a plataforma de anúncios do marketplace e certamente uma das melhores formas de descobrir como vender mais rápido no Mercado Livre. Nela, você consegue criar campanhas com produtos selecionados, que serão exibidas para os usuários do canal de vendas. 

É necessário realizar um investimento no Mercado Livre Publicidade, que pode ser estipulado de acordo com sua necessidade. Portanto, no momento de fazer o planejamento financeiro do e-commerce, leve este ponto em consideração.

Tela do notebook com diversos números e dados sobre vendas no marketplace.
Os anúncios são uma excelente maneira de fazer com que seus produtos apareçam para mais pessoas.

O orçamento diário pode ser alterado a qualquer momento, na própria plataforma. A cobrança só é feita se o usuário clicar no seu produto. 

Os anúncios são exibidos quando o usuário realiza uma busca no Mercado Livre e quando ele visita a página de produto de outros vendedores. Logo, se você tiver bons preços, pode conquistar o cliente em um momento decisivo de compra. 

No administrador de campanhas, você consegue visualizar quantas vezes os anúncios foram vistos, qual o número de cliques que eles receberam, quantas vendas foram realizadas e qual o investimento acumulado, que será pago na sua fatura. 

4. Tenha uma boa reputação no Mercado Livre 

A reputação é uma das métricas mais importantes para o seller. É a nota que sua loja recebe dentro do marketplace e impacta diretamente na maneira como os usuários veem seu negócio. Ao mesmo tempo que pode gerar vendas (quando alta), pode afastar o consumidor (quando baixa). 

A métrica é influenciada pela qualidade do atendimento, pelo volume de vendas e pelo valor faturado. Cada vez que você recebe uma reclamação, que uma venda é cancelada ou que um produto é enviado com atraso, a reputação é impactada. 

O usuário consegue visualizar sua reputação com base em cinco cores: vermelha, laranja, amarela, verde limão e verde escuro. A primeira é a pior nota possível e a última torna sua loja um Mercado Líder, ou seja, uma empresa com excelente desempenho no canal de vendas. 

5. Crie títulos atrativos para os produtos 

Os títulos dos produtos são, juntos das imagens, o primeiro contato do usuário com o que você vende. Justamente por isso, precisam estar devidamente trabalhados, com palavras-chave que demonstrem o que o item é. 

Homem digitando em notebook, trabalhando de casa.
Os títulos precisam ser compostos de palavras-chave, para serem encontrados no marketplace e no Google.

Evite inserir números de série e dados que tornem confuso identificar o que o título diz. O ideal é que ele seja claro, conciso e direto, para que os usuários entendam tudo que ele diz. 

Um celular, por exemplo, deve ter o nome do aparelho, a marca, quantos GB de armazenamento ele possui, qualidade da câmera e cor, pois essas são as informações que as pessoas mais pesquisam no momento da compra. 

6. Tire fotos de qualidade 

Este é outro ponto importante para entender como vender bem no Mercado Livre. As imagens são grandes atrativos para o consumidor, pois é onde ele conhece seu produto. 

Por isso, é preciso cuidado na hora de tirá-las. Se forem escuras ou de má qualidade, afastarão a pessoa. Lembre-se que, na internet, as pessoas não podem pegar o item na mão. Logo, as fotos são a única maneira delas verem seu produto. 

Para melhorar a performance da sua página, use sites de otimização de imagens para deixá-las mais leves. Assim, o carregamento será mais rápido. Como exemplo de ferramenta para fazer isso podemos citar o TinyPNG

7. Descreva seus produtos com atenção 

Ao abrir um item (sendo impactado pela foto e pelo título), é comum que o usuário siga até a descrição para conferir mais especificações. Portanto, é a isso que você deve se atentar. 

Mulher realizando descrição de produtos em notebook.
A descrição do produto é o campo em que você pode mostrar para o usuário que ele precisa daquilo, elencando suas qualidades.

Faça um texto que seja atraente para o cliente, que elenque os detalhes do produto e que demonstre seu diferencial. Informações importantes podem ser apresentadas em lista, para que o usuário as encontrem com mais agilidade. 

Sem uma boa descrição, o cliente não terá a oportunidade de conhecer seu produto. Por isso, dedique atenção a este ponto, pois é um campo bastante estratégico. 

8. Trabalhe SEO nos produtos 

SEO é uma estratégia de marketing digital que pode ser trabalhada nos marketplaces para que os produtos apareçam nas buscas (dentro do canal de vendas e fora, como aquelas feitas no Google). 

Ela envolve atenções já citadas acima, como o uso de palavra-chave no título do item, otimização de imagens e boas descrições. Porém, existem outros pontos importantes para implementar. 

No que tange às fotos, além de deixá-las leves pelo TinyPNG, é importante inserir o texto alt, um atributo que torna possível que pessoas com deficiência visual e que o algoritmo do Google leiam a imagem. 

O texto alt deve ser inserido na página de configuração do produto. Caso não aja um campo, entre em contato com o marketplace, para que ele oriente como realizar o preenchimento. 

Identificar se o canal de vendas permite a inserção de heading tags durante a redação da descrição também é interessante. Trata-se de etiquetas que definem o tipo de título que você está utilizando, criando uma hierarquia de informações na página. 

A disposição das heading tags deve seguir a seguinte ordem: H1, H2, H3, H4 etc. O H1 deve ser único, ou seja, não pode ter dois, justamente por ser o título principal.  

Homem realizando anotações de informações do computador em um caderno.
No mundo do marketplace, o SEO consiste em várias práticas, capazes de trazer grandes resultados.

Para H2, H3 e H4 não há limite de uso, desde que a hierarquia seja respeitada. Um H3 só pode, obrigatoriamente, aparecer dentro de um H2. Dessa forma, o Google entenderá que existe uma organização de informações dentro da página de produto, e as chances de ranqueamento orgânico aumentam. 

Zelar para que suas URLs sejam amigáveis, ou seja, para que elas possam ser lidas pelo usuário, também é uma boa prática de SEO. Isso significa não usar caracteres especiais e acentos na hora de configurar o link do produto. 

Espaços também devem ser evitados. Separe as palavras com hífen, o que permitirá a leitura e não deixará a URL impossível de ser lida.  

O SEO para marketplace é bastante específico e, certamente, merece um estudo particular. Compreendendo as melhores práticas e colocando-as em ação, resultados e vendas começarão a aparecer. 

9. Escolha categorias estrategicamente 

O Mercado Livre tem uma lista extensa de categorias e de subcategorias que devem ser estrategicamente escolhidas para aumentar seu volume de vendas. Itens mal alocados não serão encontrados nas pesquisas do consumidor e, automaticamente, não serão adquiridos. 

Estude as opções e categorias e insira os itens naquelas que mais fazem sentido para seu público-alvo. Assim, garante que eles acessarão os produtos. 

10. Invista em estratégias de marketing digital 

Entender como vender muito no Mercado Livre envolve ações que extrapolem o marketplace. Por mais que haja muito o que ser feito no canal de vendas, é importante estabelecer estratégias que envolvam outras plataformas. 

O marketing digital, nesse caso, é uma excelente prática. Existem várias ações que podem ser feitas, como disparo de e-mails, contas nas redes sociais, o já citado SEO, anúncios em diferentes mídias e muito mais. 

Tela com dados do Google Analytics.
As estratégias de marketing digital trazem grandes resultados, quando trabalhadas de maneira assertiva.

Vale a pena estudar sobre o tema e movimentar a equipe de marketing para que ações sejam desenvolvidas. Assim, você impacta pessoas que estão fora do marketplaces e que poderiam se tornar clientes. 

11. Use o Mercado Pago e o Mercado Envios 

O Mercado Pago e o Mercado Envios são, respectivamente, as ferramentas de pagamento e de entrega do Mercado Livre. Elas facilitam transações, melhoram sua logística, evitam problemas e dão mais segurança para o seller. 

Além de garantirem uma boa experiência para o consumidor, elas diminuem o risco de falhas na sua operação. 

12. Responda clientes com agilidade 

Observe que as dicas presentes aqui passam por diversas áreas do seu e-commerce: composição de estoque, marketing, logística e, por fim, atendimento. Um bom serviço de SAC responde clientes com agilidade, para que dúvidas, reclamações e outras mensagens não fiquem sem respostas. 

Lembre-se que o atendimento impacta diretamente na reputação, outro ponto importante para vender mais no Mercado Livre. Além disso, é comum que o usuário leia os comentários na página do produto e, se houver muitas reclamações sem resposta, é possível que ele desista da compra. 

Do pré ao pós-vendas, é preciso oferecer um atendimento excelente, que acompanhe o consumidor em cada etapa da jornada. 

Para te auxiliar nessa tarefa, o Predize é uma solução de atendimento para quem vende em marketplaces e possui um alto número de mensagens chegando. A plataforma centraliza e agiliza respostas para clientes nos grandes canais de vendas do mercado, como Mercado Livre, Magalu, Americanas Marketplace, Via e muito mais! 

Assim, sua equipe de atendimento ganha performance e produtividade. Quer saber mais sobre o Predize? Clique na imagem abaixo e acesse nosso site! 

Clique e acesse o site do Predize!
Politica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoCanal de Ética
44 99115-2521
comercial@predize.com.br

Avenida Carneiro Leão, 563 - 2° Andar
Centro Empresarial Le Monde Sobreloja
Maringá, PR - CEP- 87014-010
O Predize é uma solução de atendimento (SAC) para quem vende em marketplaces. Centralize seu atendimento em um único lugar e atenda com mais agilidade suas conversões, pós-vendas e reclamações. Melhore sua performance, sua reputação e aumente suas vendas.